domingo, 19 de agosto de 2018

UNCME-Maranhão realizará VIII Encontro Estadual dos Conselhos Municipais de Educação em São Luís dias 23 e 24 de Agosto

A União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação – Maranhão realizará nos dias 23 e 24 de Agosto próximo no Auditório Fernando Falcão da Assembleia Legislativa o VIII Encontro Estadual dos Conselhos Municipais de Educação do Estado. 

O VIII Encontro Estadual da UNCME-MA terá como tema principal: “Educação Brasileira: Perspectivas e desafios à luz da BNCC” para um público de conselheiras e conselheiros municipais de educação do Maranhão estimado em torno de 400(quatrocentos) participantes. 

Segundo o Coordenador Estadual da UNCME-Maranhão, Prof. Emerson Araújo (Presidente do Conselho Municipal de Educação de Tuntum), o VIII Encontro Estadual dos Conselhos Municipais de Educação Maranhenses debaterá a nova Base Nacional Curricular Comum (BNCC) e temas de interesse dos conselheiros e das conselheiras municipais de educação como a Resolução 31/2018 do Conselho Estadual da Educação – CEE e a Rede de Educação do Maranhão(REMAR), além das atribuições dos ritos normativos dos CME’s. 

Com uma programação vasta e de interesse do funcionamento dos Conselhos Municipais de Educação do Maranhão, o VIII Encontro Estadual da UNCME-MA ainda contará com a presença do Presidente Nacional da Entidade, o Conselheiro Humberto Gonzaga que ministrará a palestra de abertura que versará sobre “Os Sistemas Municipais de Educação e o papel dos Conselhos Municipais de Educação” no primeiro dia do evento. 

A UNCME-Nacional aglutina em torno da sua liderança mais de 5.000(cinco mil) Conselhos Municipais de Educação e 50.000(cinquenta mil) conselheiro-conselheiros municipais de educação em todo país. Só no Maranhão, segundo o Conselheiro Emerson Araújo, a entidade reúne em torno de 168(cento e sessenta e oito) Conselhos Municipais de Educação. 

A coordenação Estadual da UNCME-MA espera sensibilizar a grande maioria de conselheiros e conselheiras municipais de educação do Maranhão para se fazerem presentes ao VIII Encontro Estadual dos Conselhos Municipais de Educação nos dias 23 e 24 de Agosto em São Luís.

Ascom/Uncme-MA

MORADORES DO VALE DO PINDARÉ VÃO ÀS RUAS PARA FESTEJAR E APOIAR FLÁVIO DINO

O governador e candidato à reeleição Flávio Dino esteve neste sábado (18) no Vale do Pindaré, onde foi recebido por milhares de pessoas nas cidades de Santa Luzia, Pindaré-Mirim e Santa Inês durante a manhã e a tarde. À noite, ele ainda tinha agenda em Igarapé do Meio e Monção.

Ele fez carreatas, caminhadas e reuniões, sempre em clima festivo e ao som do hit Passinho do 65, o maior sucesso das eleições de 2014 e que agora está de volta embalando a campanha.

Por onde passou, Flávio conversou com os moradores, tirou fotos, trocou abraços e recebeu manifestações de apoio. As ruas ficaram lotadas de jovens, adultos e crianças para acompanhar o governador.

A primeira agenda foi em Santa Luzia. “Sou Flávio Dino por causa do trabalho. Gostei da meta do governo e dos planos dele”, disse o agricultor Gonçalo Lima, do povoado Santa Cruz.

“Estou aqui hoje para pedir que vocês sejam a minha voz. O Maranhão é muito grande e precisamos continuar esse trabalho”, afirmou Flávio após lista uma série de ações que levou para a cidade, como Escola Digna, mais policiais, ambulância, ônibus escolar, Restaurante Popular e Viva/Procon.

Pindaré-Mirim – Depois, em Pindaré-Mirim, os eleitores ressaltaram as mudanças que vêm sendo feitas desde 2015. “Nós somos fortes, e os poderosos hoje somos nós [o povo]. Desde que escolhi Flávio Dino, eu me sinto vitorioso”, disse o morador Antônio Pereira.

Recentemente, Flávio entregou a recuperação e a reforma completa do Engenho Central São Pedro e do entorno, que ficou de cara nova e se transformou num cartão-postal da região. Flávio também levou muitas ações a Pindaré desde 2015, como IEMA, Bolsa Escola, uniformes, ambulância, Mais Asfalto, motoniveladora e sementes para pequenos agricultores.

“A coisa mais bonita que tem hoje é quando recebo meninos aqui da Pindaré e de outras cidades que estão indo para outros países representar o Maranhão”, disse Flávio, referindo-se aos prêmios internacionais que os alunos do IEMA têm ganhado. “Pindaré tem hoje uma das melhores escolas do Maranhão”, acrescentou.

Santa Inês – A terceira cidade do dia foi Santa Inês, onde ele fez carreata e conversou com os moradores. Os eleitores acompanharam a chegada e a saída do governador.

Desde 2015, Flávio Dino entregou uma série de obras e investimentos em Santa Inês, como o Hospital Macrorregional, ambulância, IEMA, Escola Digna, Bolsa Escola, Escola de Ensino Integral, uniformes, Mais Asfalto, reforma do Ciretran, patrulhas agrícolas, Viva/Procon, novas viaturas e novos policiais.

“Um evento cheio de gente, animação, estou muito feliz. É o povo querendo a continuidade do trabalho para as mudanças seguirem em frente”, disse Flávio.

Agenda – Neste domingo (19), às 8h30, Flávio Dino participa de carreata em Bacabal, a partir das 8h.

Blog do Jorge Vieira

MARCOS COIMBRA: PSDB CORRE O RISCO DE ACABAR

Refinaria da Imagem | Abr
TV 247 - O sociólogo Marcos Coimbra, do instituto de pesquisas Vox Populi, faz um a análise sobre a trajetória do PSDB e conclui que "um dos fatores da derrocada" dos tucanos "foi ter se aliado ao governo Temer". Em entrevista à TV 247, ele diz que a sigla "está perto de acabar".

Um dos maiores especialista em pesquisas e cenários eleitorais no Brasil, Coimbra relembra os primórdios do PSDB, nos anos 80, quando o partido tinha um vinculo forte à social- democracia, lema que carrega em sua sigla. "Havia filiados progressistas, pessoas que lutaram na ditadura, o que foi mudando com o tempo", conta. 

Ele acredita que o PSDB perdeu a capacidade de ser o principal personagem do antipetismo. "O modo como o PSDB se comportou no pleito eleitoral de 2014, o envolvimento na deposição da ex-presidente Dilma e a participação no governo Temer enfraqueceu a sigla como a principal oposição ao petismo", observa. 

O sociólogo sustenta que a derrocada do PSDB abre brechas na ascensão de Jair Bolsonaro, e o presidenciável pelo PSL consolida-se como principal oposição ao petismo. "É algo compreensível, se for para ser contra o PT, melhor ter um direitista radial do que a posposta vaga e fluida que o PSDB se tornou", observa, reproduzindo o pensamento de parcelas do eleitorado. 

Para Coimbra, o candidato do partido, Geraldo Alckmin, não é mais considerado pelo povo apto a administrar o País. "É só analisar os números. O fato de ele ter em São Paulo 20% das intenções de voto é a maior evidência de que, nacionalmente, não terá destaque algum", acredita. 

"O PSDB fez tudo errado nos últimos anos, é natural que o eleitor, que foi abandonado pelo caminho, reaja a isso", completa Coimbra, explicando os fatores de os tucanos desempenharem um papel fraco nas eleições de 2018. 

Bolsonaro 

Discorrendo sobre o fenômeno Bolsonaro, Coimbra explica que "o candidato de extrema-direita pretende representar o eleitor de baixa classe-média, classes médias tradicionais, conservadoras em termos de costumes e que consideram a vida pior por conta dos governos de esquerda".

"Bolsonaro não é um candidato fácil", declara, argumentando que o candidato do PSL não é somente um fator político-ideológico, mas também um fenômeno social.

Transferência de votos

Questionado sobre o potencial de transferência de voto do ex-presidente Lula, caso o petista tenha seu registro cassado e indique seu vice, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, Coimbra cita as eleições de 2010 como referência. "Naquele momento, o povo não queria saber muito dos atributos de Dilma Rousseff, mas sim quem era a candidata de Lula", afirma.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

GRUPO SARNEY É OBRIGADO A CONFIRMAR CANDIDATURA DE FLÁVIO DINO


Blog da Sílvia Tereza - Após decisão judicial, o site iMirante, de propriedade do grupo Sarney, publicou, neste domingo (12), o direito de resposta à Coligação Todos pelo Maranhão, mostrando que o governador Flávio Dino (PCdoB) está confirmado na corrida ao Governo do Estado.

Veja a nota:

Por meio de decisão judicial, a Coligação Todos pelo Maranhão vem a este espaço confirmar a candidatura de Flávio Dino à reeleição, erroneamente negada por este jornal.

Com mais de 30 anos de vida pública, Flávio Dino nunca foi processado e tem a ficha limpa. Esta decisão vinda de uma juíza de Coroatá, em um caso de eleição municipal, não impede sua candidatura.

Dino e Carlos Brandão, seu candidato a vice, estão devidamente inscritos para debater propostas em favor da justiça social e do desenvolvimento do Maranhão. Da mesma forma, a candidatura de Márcio Jerry a deputado federal está garantida.

A coligação Todos pelo Maranhão reafirma a seriedade, a honestidade e o trabalho sério de Flávio Dino como juiz, deputado e governador.

A Democracia garante e exige que os mandatários submetam-se ao voto popular, livre e secreto, jamais submetendo-se a manobras que somente tumultuam o processo democrático.

Coligação Todos pelo Maranhão

terça-feira, 7 de agosto de 2018

EM CARTA ABERTA, MARCIO JERRY CONDENA CAMPANHA DE DIFAMAÇÃO CONTRA SUA HONRA

Márcio Jerry, presidente estadual do PCdoB tem sido vítima de campanha de difamação
Car@s companheir@s,

A semana começou com mais uma orquestração de mentiras, calúnias, difamações torpes tentando atingir minha honra e de familiares meus. Ações arquitetadas nos porões do velho poder oligárquico corrupto, que dá sinais de desespero com mais uma vitória do povo em outubro próximo com a reeleição do companheiro governado Flávio Dino. E sinais doentios de desespero com a possibilidade de minha eleição à Câmara Federal.

Eles agridem mas não me intimidam; eles mentem, mas a verdade se sobrepõe; eles caluniam e difamam, mas a Justiça haverá de reparar na forma da lei.

E eu seguirei de cabeça erguida, com a mesma coerência aos sonhos, projetos e compromissos da vida inteira. Seguirei lutando em defesa do governo Flávio Dino e da reeleição dele para que o Maranhão continue no rumo certo. Seguirei com a mesma coragem combatendo um esquema corrupto que pilhou o nosso estado por décadas e se achou até dono do nosso Maranhão, esquema esse que sofre com a abstinência de recursos públicos para alimentar suas farras particulares e recorre agora, mais uma vez, a armações para tentar voltar ao comando do Maranhão pela via da violência política, da mentira, da baixaria.

Aos que me agridem: graças a Deus tenho uma biografia, uma trajetória e uma atuação política decente, honrada, ética, honesta a me protegerem. Perdem tempo, pois.

Aos tantos e tantos amigos e amigas, companheiros de luta e sonhos: vocês me conhecem e sabem que essa orquestração é apenas mais um capítulo de baixarias bancadas pelo decadente poder oligárquico e seus poucos comparsas. Eles não aceitam as mudanças que estão sendo feitas pelo governador Flávio Dino e temem que minha militância pelo que é bom, belo e justo, chegue à Câmara Federal.

À luta, sempre. Ao combate, viva o povo maranhense !

Venceremos !

Abraço,

Márcio Jerry

Blog do Jorge Vieira

MANUELA: “QUEM VAI TIRAR TEMER DO JABURU SOU EU”

Ricardo Stuckert
247 - "Quem vai tirar Temer do Jaburu sou eu", afirmou nesta terça-feira (7) a deputada estadual pelo Rio Grande do Sul Manuela D'Ávila (PCdoB). "A unidade é a única forma de vencermos a eleição, juntos somos mais fortes", acrescentou, durante coletiva de imprensa em São Paulo, concedida junto com Fernando Haddad, candidato a vice-presidente pelo PT, com Lula na cabeça de chapa. Manuela se tornará vice de Haddad em caso de impugnação da candidatura Lula pela Justiça Eleitoral. 


Após destacar o papel do vice, Manuela pediu para as pessoas verem o exemplo de José Alencar, que foi vice nos dois mandatos do ex-presidente Lula. "Eu serei alguém como sou hoje, do povo, vou auxiliar o presidente, eu jamais faria qualquer traição ao presidente", assegurou. "O exemplo do último vice é que é péssimo: traiu a presidente para depois trair o Brasil", disparou, em referência a Michel Temer.

A deputada ressaltou que a sua coligação não quer desavenças com o presidenciável Ciro Gomes (PDT). "O nosso compromisso é com o diálogo. Não quero pegar votos de Ciro, mas dos indecisos", disse. "Da minha parte e de Haddad, não existirá agressão ao Ciro", acrescentou.

Manuela voltou a criticar o machismo na política. "Quando a vice de Alckmin é indicada, isso é motivo de festa, quando eu sou indicada a vice, sou vítima de machismo. Isso é medo de mulher na vice- presidência", disse, citando o caso da senadora Ana Amélia.

A parlamentar disse ainda que "o desenvolvimento do Brasil será nossa prioridade".

Na coletiva, o ex-prefeito afirmou que "não existe projeto pessoal". "Precisamos resgatar o Brasil. O Brasil quer voltar a sorrir", disse. "Estou seguindo o exemplo da Manu, eu sou candidato em defesa da unidade", acrescentou.

Questionado sobre a falta de apelo em sua candidatura, Haddad respondeu: "Tem um montão de candidato sem sal por aí, vá perguntar para eles".

Haddad, que também é coordenador do programa de governo de Lula, aproveitou para defender a democratização da comunicação. "Queremos mais vozes se manifestando e mais liberdade de expressão. Sempre tem uma família dona de um meio de comunicação importante, só existe uma opinião no Brasil", avaliou. "Queremos radicalizar a democracia".

Convergindo sua posição com a de Haddad, Manuela disse que "pensar comunicação é pensar em diversas reformas".